Viagem realizada em abril de 2014

Condores que viajaram neste tour:
Adiles ( Suzuki Bandit 1200S ),
Luciano e Silvana (Suzuki Bandit 1250N ),
Marcos e Cristina ( BMW GS 1200 ),
Xyko e Fatima (Kawazaki Versys 1000 ),
Rodolfo e Rosângela (BMW GS 650 ),

« 1 de 6 »

01° dia 714km Foz – Marília

Saimos de Foz por volta das 8h , abastecemos em Corbélia á 172km de Foz, em Peabiru á 335km, onde lanchamos. Rodamos mais 174km até Londrina, onde abastecemos novamente. De Londrina a Marília, foram mais 205km, lanchamos no Restaurante Strassberg na rodovia perto de Varta. Ficamos hospedados em Marília no Hotel Aquarius na rua Luiz Monteiro, 35. Fone (14) 3433-2544 . Jantamos na praça de alimentação do Shopping Aquarius que fica a 1km do hotel.

2° dia 759km Marília – Anápolis

Saimos por volta das 8h, abastecemos em São José do Rio Preto, Prata e perto de Morrinhos. Chegamos a Anápolis por volta das 18h e ficamos hospedados do Hotel Marcellus, na Av. Brasil 635. Jantamos na praça de alimentação do Shopping Center perto do hotel.

3° dia 587km Anápolis – Gurupi

Saimos por volta das 8h, tivemos de passar por Ouro Verde e Petrolina, um desvio de +/- 80km pois a Br 153 tinha uma queda de barreira, a partir daí o asfalto está ruim, com alguns buracos. Abastecemos depois de Ceres, almoçamos na churrascaria Matinha no km 172 da BR 153, no município de Campinorte. Após o almoço, o Marcos foi picado por uma abelha, paramos na próxima cidade para ele comprar um anti-alérgico. Abastecemos mais uma vez e quando entramos no Tocantins o asfalto estava pior que em Goiás. Chegamos a Gurupi por volta das 17h e ficamos hospedados no Hotel Gurupi Palace, na Rua Alfredo Nasser, 650 , Centro. Jantamos no Bar & Espetinho Paulista com Som Ao Vivo (Rodolfo e Rosangela dançaram um Forró).

4° dia 214km Gurupi – Palmas

Saimos por volta das 8h30, abastecemos em Aliança do Tocatins 60km depois. Chegamos a Palmas por volta das 11h30 e avistamos o avião da Gol que trazia a Cristina e a Silvana. Ficamos hospedados no Hotel Estrela na 103 Sul, Rua SO 03, n° 05/07, centro. Passeamos de moto a tarde pela cidade e visitamos a ponte que liga Palmas e Paraíso do Tocantins. Jantamos ( tucunaré em pé e muqueca de surubim) no Restaurante Choupana do Lago, na Praia da Graciosa.

5° dia 350km Palmas – Mateiros

Saimos por volta das 7h, com 03 caminhonetes 4X4 da Empresa Aventura Eco de propriedade do Higor (http://www.aventuraeco.com). Fez parte da nossa trupe, a Guga (fotógrafa) e Flávia ( Psicóloga e Atriz) . Rodamos os primeiros 120km por asfalto e o restante por estrada de terra e areia, com solavancos, cabeçadas nas laterias e tudo mais (mas com ar  tinha ar condicionado não teve problema). Visitamos a Gruta da Sussuapara, onde o Rodolfo torceu o tornozelo e a Rosângela teve de entrar em ação. Visitamos a Cachoeira da Velha (miniatura das Cataratas do Iguaçu), Prainha do Rio Novo (onde tomamos banho e lanchamos) e no final da tarde visitamos as dunas douradas, local muito bonito. Chegamos por volta das 18h30 em Mateiros e ficamos hospedados na Pousada Panela de Ferro. Jantamos no Restaurante Rancho 21 ( Valderês e Rozimar).

6° dia Mateiros

Saimos cedo, hoje foi dia de ficar na água. A equipe ( Marcelinho, João e David) nos levaram na comunidade quilombola (artesanato de capim dourado), Fervedouro Buriti, Cachoeira do Formiga e Fervedouro Buritizinho, com direito a almoço feito no fogão a lenha do Sr. Arnô. A coondorada virou criança brincando na água. Retornamos no final da tarde a Mateiros após 120km rodados. Jantamos novamente no Restaurante Rancho 21.

7° dia 400km Mateiros – Palmas

Saimos cedo, visitamos o Fervedouro do Alecrim, Praia do Alecrim, almoçamos na Pousada e Restaurante do Jalapão em São Félix – almoço preparado pela Sra Irá. Passamos pela Serra da Catedral, Morro do Gorgulho e Rio do Sono (em Novo Acordo). Chegamos a Palmas por volta das 18h. Fomos ao jantar de despedida em Palmas no Restaurante Cabana do Lago com a equipe da Aventura Eco: Higor, Narranny, Ruyane, Deivyd, João Milton, e Marcelinho.

8° dia 583km Palmas – Barreiras

Saimos por volta das 08h. Depois de Porto Nacional o asfalto estava muito ruim até a divisa com a Bahia. No trajeto tivemos a surpresa de saber que a Silvana não é gaúcha de Porto Alegre como afirmava, e sim tocantinense de Silvanópolis . Na Bahia melhorou um pouco até a cidade de Luiz Eduardo Magalhães. Depois ficou um tapete , mas o tráfico de caminhões é intenso. Fomos recpcionados pelo Ricardo do “Barreiras Moto Club” . Jantamos no Restaurante Bode Assado, na rua Deputado Vieira de Melo, n 130, próximo a câmara de vereadores e Banco do Brasil. Deliciamo-nos num bode temperado e provamos da cachaça Cotegipana.

9° dia 470km Barreiras – Lençóis

Saimos por volta das 08h30, abastecemos duas vezes no caminho em postos em cidades pequenas. A rodovia estava muito boa mas o tráfego de caminhões era intenso. Fez muito calor após às 10h até subirmos a serra da Chapada da Diamantina. Chegamos por volta das 16h30 em Lençóis e ficamos hospedados na Pousada Bons Lençóis, localizada na Rua Coronel José Florêncio, nº 70 (rua paralela ao Mercado Cultural). A noite comemoramos o aniversário de casamento do Rodolfo e da Rosangela Petroni Rezende (28 anos), comemorado no restaurante Argentino ” El Jamiro” em lençóis BA.

10° dia Lençóis

Contratamos o serviço da Chapada Adventure Daniel ( Praça Horácio de Matos – Tel (75) 3334-1933), fizemos um passeio ao rio Mucugezinho onde a Fátima, Marcos, Rodlofo e Rosângela fezeram tiroleza. Visitamos a Gruta Lapa Doce com 850m de extensão, cheias de estalactite e estalagmites e almoçamamos na entrada do parque da gruta. Visitamos também a Gruta Azul (proibido banho) onde tiramos várias fotos. Visitamos a Fazenda Pratinha ( mergulho de superfície em caverna) e visitamos o Morro do Pai Inácio. Comemos uma pizza no Restaurante e Pizzaria Trattoria Bel Italia.

11° dia Lençóis

Visitamos o poço encantado (proibido nadar) e no poço azul ( permitido nadar – recomendamos!!!) onde almoçamos no restaurante da entrada da Gruta. Jantamos de novo Restaurante e Pizzaria Trattoria Bel Italia, mas optamos por pratos com pasta caseira.

12° dia 900km Lençóis – Montes Claros

O dia começou ” divertido” tivemos que sair da pousada com todo o cuidado, pois a rua era inclinada e com pedra (molhada). Pretendíamos rodar 760 km, mas acabamos rodando 900 km devido a um desvio de estrada, destes 900 km, 130km eram buraco+buraco+buraco. Foi uma aventura!!! Chegamos a Montes Claros por volta da 23h. Ficamos hospedados no Hotel Rametta, na Av. Deputado Estevez Rodrigues, 660 (38) 3222.0014. Recomedamos a volta de Lençóis por Barreiras ou por Governador Valadares, as estrada estão melhores, porém mais movimentadas.

13° dia 700km 29.04 Montes Claros – Passos

Saimos por volta das 08h e a Silvana embarcou ás 5h de avião de volta pra Foz. Rodamos sempre em torno de 170km entre abastecimentos. Almoçamos num posto na entrada da cidade de Martinho Campos e chegamos no final da tarde em Passos. Ficamos hospedados no Hotel Mariachi, na Av.Juca Stockler, 551 (35)3521-3022. Jantamos no Restaurante Pintado D’Ouro com nosso amigo Julio Cézar.

14° dia Passos

Saimos por volta das 9h , passeamos “de moto” na região da usina de Furnas, Escarpas de Lago e Capitolio. Visitamos os amigos Enio, Mário, Basílio ( CTB de Furnas) e Ademir Missias ( Aposentado de Itaipu) visitamos o sitio dele a 2km do centro de Capitólio. Almoçamos no Restaurante Tropeiro em Capitólio e no final da tarde retornamos a Passos. À noite fizemos uma noite de queijos & vinhos no próprio hotel.

15° dia 632km Passos – Londrina
Saimos por volta da 08h, paramos depois de São Sebastião do Paraíso, para comprar doces, abastecemos em Ribeirão, rodamos sempre por volta dos 170km, paramos de novo no Restaurante Strassberg perto de Varta. Ficamos hospedados no Hotel Londrina Star, Rod. Celso Garcia Cid, Km 74,5 – nº 3225 (Próximo a UEL) (43) 3026-3000. Jantamos no Restaurante Japonês Dachô na rua Goiás 1731- Centro.

16 ° dia 510km Londrina – Foz

Viajar é bom, mas voltar pra casa é “bão tamém”!!! Depois de rodar 6.400km por seis estados brasileiros, estamos de volta ao ponto de partida: Foz do Iguaçu.